quarta-feira, 26 de julho de 2017

Brasileiros são levados como escravos por Igreja dos EUA

Ex-membros brasileiros de igrejas que vieram para os Estados Unidos para atuar em grupos religiosos foram obrigados a trabalhar além do período e em outras atividades que não eram as combinadas sob ameaças e espancamentos se não as fizessem, além de terem o dinheiro e o passaporte confiscados pelos líderes das igrejas. O brasileiro André Oliveira deixou a congregação da igreja “Palavra de Fé” (Word of Faith Fellowship) no Brasil e se mudou para a Carolina do Norte aos 18 anos de idade, a convite dos pastores da mesma igreja, mas, tão logo chegou, teve seu passaporte e dinheiro confiscados pelos líderes da igreja – “por segurança”, lhe foi dito. Oliveira relatou que era forçado a trabalhar 15 horas por dia, primeiro em depósitos da igreja evangélica e depois em negócios pertencentes aos ministros seniores da seita. Qualquer violação das regras era motivo para serem espancados pelos próprios líderes da igreja. Dos que conseguiram fugir, muitas mulheres trabalhavam como babás e nas escolas da igreja, enquanto os homens trabalhavam com reforma e construção em propriedades alugadas por ministro da igreja Uma investigação feita pela Associated Press descobriu que a congregação “Palavra de Fé” usava a igreja no Brasil para assim trazer jovens trabalhadores que entram no país com vistos de turistas e são levados para Spindale, uma área rural em NC. Como a maioria dos jovens brasileiros geralmente falavam pouco inglês quando chegavam, muitos tiveram seus passaportes apreendidos. “Eles nos mantiveram como escravos. Como você pode fazer isso com as pessoas – afirmar que você os ama e depois vencê-los em nome de Deus?” disse Oliveira à AP. Muitos eram forçados sob ameaça de serem denunciados às autoridades porque estavam como turistas e, como a lei dos EUA não permite que visitantes com vistos de turista possam trabalhar remunerado, eles abusavam. Os que tinham vistos de estudantes também trabalhavam além do permitido, em circunstâncias que não foram atendidas no Word of Faith Fellowship. Pelo menos 16 ex-membros conseguiram fugir da igreja no ano passado, e relataram que eram obrigados a trabalhar enquanto sofriam agressões físicas ou verbais. Um ex-congregante americano, Jay Plummer, supervisionou os projetos de negócio para o líder de uma igreja e confirmou que os trabalhadores americanos que também trabalhavam na igreja eram pagos, enquanto os brasileiros não. As revelações do trabalho forçado são as mais recentes de uma investigação recente feita pela AP que expõe décadas de abuso na Congregação Palavra de Fé. Com base em entrevistas exclusivas com 43 ex-membros, documentos e gravações secretas, o AP informou em fevereiro que os congregados foram periodicamente torturados em rituais para “purificar” os pecadores e espantar os “demônios”. A investigação descobriu também que as congregações envolvidas eram ordenadas pelos líderes da igreja a mentir às autoridades sobre os relatórios de abuso. Sob a liderança da americana Jane Whaley, a igreja foi crescendo e passou a ter cerca de 750 fiéis na Carolina do Norte, além de 2 mil membros em suas igrejas no Brasil e Gana e ramificações na Suécia, na Escócia e em outros países. Os entrevistados afirmaram que Whaley e outros líderes viajam várias vezes por ano para as filiais brasileiras, nas cidades de São Joaquim de Bicas, em Minas Gerais, e Franco da Rocha, em São Paulo, com a promessa de melhorar a vida dos fiéis que fossem para servir a Deus e à igreja nos Estados Unidos. Eram comuns as promessas também dos jovens poderem estudar e conhecer os Estados Unidos. O trabalho para a igreja era dito como “voluntário” pelos líderes. A igreja também fazia casamentos “arranjados” entre os próprios membros brasileiros com americanas para obtenção do green card e proibiam relacionamentos com pessoas que não fizessem parte da igreja. Com informações do ABC News. Fonte:https://gazetanews.com/2017/07/brasileiros-denunciam-trabalho-escravo-em-igreja-dos-eua/

sexta-feira, 26 de maio de 2017

A melhor maneira de satisfazer o mundo

Bastidores lamentável gospel, isto mesmo; O que anda passando na cabeço dos pastores da nossa atualidade , vivendo a decadência da fé migrando para os tempos modernos trazendo para dentro da igreja musicas do “mundo” assim como fez o Cleber Lucas cantando “Epitáfio” dos Titãs, STAND UP gospel como fez o pastor Silas Malafaia levando para igreja o Vini (comediante gospel) , bom a lista é grande tudo isto para aderir mais públicos independente do isto venha trazer no futuro . Ai você pergunta, mais o que pode acontecer? nada , somente jovens alicerçados em areia movediça que hoje está na igreja e amanhã está sendo uma Priscila Alcântara que vai cantar Lollapalooza ; Gente acorda tudo aquilo que satisfaz o nosso ego em querer mostrar para os outros o quanto somos acessíveis só mostra a fraqueza de querer sermos aceito por um público ou grupo e mostrar para a sociedade que seu titulo de crente não te faz diferentes deles e sim iguais ,não que ser crente te faça ser melhor que alguém, mais se eu estou aqui para ser a diferença por que eu tenho que pensar, agir , falar igual , quando perguntaram a Pedro se ele andava com Jesus ele o negou ,mais a forma como ele agia o entregava por que ele andou com Jesus ,comia com ele e estava em todo tempo na sua companhia, Marcos 14 Versículo 66 em diante você pode esta conferindo este texto ,resumindo a bíblia diz uma seguinte : "Tudo me é permitido", mas nem tudo convém. "Tudo me é permitido", mas eu não deixarei que nada domine. 1 Coríntios 6.12

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Gideões da Ultima Hora?

Bom Pessoal, quem foi Gideão? Depois da morte de Josué se passaram três séculos sem que houvesse rei em Israel Juízes 17.06; O povo vivia em grande opressão nem sempre seus coração estavam voltados para Deus, os midianitas oprimiram os israelitas por sete ano, Gideão foi o quinto dos juízes ou libertadores, apresentado em Juízes, capítulos 6,Então o Anjo do Senhor apareceu a Gideão e lhe disse: "O Senhor está com você, poderoso guerreiro". Toda história de Gideão se encontra no livro de juízes para quem assim deseja conhecer mais , somente fiz um prévia sobre este homem de Deus , o que não podemos dizer o mesmo dos "Gideões da Ultima hora" do Camboriu local que tem sido pouco de escândalos ,adultério e prostituição ,eu estou inventa isto, claro que não basta você abrir a internet e será encontrada diversas apostasia acometido naquele local ,onde já foi um lugar de referência para grande pregadores . A cegueira espiritual de muitos pregadores continua cada vez mais aguçada pois tiram do próprio bolso valores para que possa pregar neste local e ganhar visibilidade para que outras igreja possa chama-lo ,que evangelho obscuro e este, a alguns anos atrás o que os pastores e missionários queriam era pregar o evangelho de Cristo, levar salvação aos oprimido ,hoje querem ser pop star do evangelho quem ganhar mais likes este é considerado o maior pregador (a) do momento ,quando não existia a internet era quem mais ganhasse almas para reino de Deus, isto era o desejo de muitos na época, nada contra a internet muito pelo contrário ,agora enche-se o local de vários crentes apostados da fé por que não dizem nada com nada virou um forma de fábrica de dinheiro ,total barganha da fé . Igreja de cristo desperta pois o ladrão satanás está roubando o melhor dos pregadores e missionário que é a salvação, estão totalmente cegos e surdos e digo mais verdadeiros homens ou mulheres de Deus não pisa os pés naquele lugar a igreja precisa acorda a está apostasia , precisamos leitura da bíblia e menos revelação ,”Deus falou comigo” , Deus fala na abertura da bíblia e não através de homens de lábios totalmente impuros onde o seu ego e maior que seu próprio Deus.